O CNPJ é caminho sem volta. Como não errar durante o caminho?

O mercado de trabalho, já há muito tempo, está longe de ser aquilo que tínhamos como certo, estável e com regras definidas. Tudo muda há uma velocidade incrível, tornando tudo mais dinâmico, incerto e fluído.

Aliado a todas as transformações que acompanhamos, que vão do home office e a substituição de homens por robôs até as diversas reestruturações e ao desemprego, o que parece ser um caminho sem volta é que a grande maioria dos empregados e desempregados de hoje serão CNPJ amanhã. A lei da terceirização está aí e já é outro sinal de que as competências e habilidades que antes eram exclusivas apenas dos empreendedores, deverão ser desenvolvidas por todos aqueles que querem continuar tendo trabalho de agora em diante. Eu disse trabalho e não emprego...

Para empreender, além da necessidade de desenvolver-se, você precisará de uma ideia, ou começará um negócio do zero, comprará um negócio já existente, investirá em uma franquia, ou entrará de sócio em algum empreendimento. Seja lá qual for a opção que será a mais adequada no seu caso, uma coisa é certa: como você conseguirá saber se tem em mãos uma boa oportunidade de negócio? Como saberá se essa oportunidade tem potencial de retorno financeiro e econômico?

As ferramentas do business model canvas, o plano de negócios, e o project canvas são as ferramentas que utilizamos com nossos clientes que querem ter as respostas a essas perguntas tão importantes.

O business model canvas trata-se de um quadro branco dividido em nove blocos: proposta de valor, atividades, parcerias, recursos, custos, receitas, canais de venda, segmentos de clientes e relacionamento. É uma proposta que tem o objetivo de analisar uma ideia e conceituar um modelo de negócio para uma validação financeira e estratégica de forma rápida, assertiva, lúdica, visual, interativa e sem frescura. O modelo de negócio construído na dinâmica será a representação de como sua empresa funciona e cria valor. Objetivamente, resume-se em buscar entender a estratégia, entender como a empresa fará dinheiro, qual será ou é o seu modelo de geração de receita, e como a empresa deve funcionar para ser viável financeiramente ao mesmo tempo que gera valor aos clientes.

Já o desenvolvimento de um plano de negócios é mais formal, mais complexo e é recomendado para projetos que necessariamente precisarão captar recursos no mercado e ajuda a delinear e entender em detalhes todo o modelo de negócio. Ao final, um plano de negócios bem feito, mostrará os custos e despesas da empresa, a necessidade de investimento inicial, a máxima necessidade de recursos, a estratégia de crescimento e de marketing e vendas, a projeção de receita e lucro para os próximos anos, indicadores de viabilidade e por aí vai...

Em alguns casos o project canvas se faz necessário também, pois faz o gerenciamento do negócio como se fosse, e de fato é, um projeto. Estabelece as diretrizes, datas, e definição de quem faz o quê, quando e onde. Coloca todos os stakeholders na mesma página e é um guia incrível para não esquecermos do passo a passo necessário desde a ideia do negócio até a sua inauguração.

Nossa experiência já mostrou que cada caso é um caso, já chegamos a aplicar as três ferramentas juntas em um projeto, bem como na maioria das vezes apenas o business canvas foi suficiente. Pois a aplicação dele juntamente com um plano financeiro e uma simples análise de mercado primária, já nos dá informações bastante completas para tomar uma decisão de seguir adiante ou não com o projeto. Mas independente de qualquer coisa, geralmente para quem decide seguir adiante com seu projeto de negócio após o business canvas, recomendamos a análise mais criteriosa e formal da viabilidade do negócio através de um plano de negócios.

O fato é que uma ferramenta por si só não torna ninguém profissional e uma ajuda para aplicação das metodologias na fase de planejamento e de análise da oportunidade do seu empreendimento pode fazer uma diferença significativa nos resultados.

Sobre o autor: Luiz Mar é Administrador graduado pela UFPR, com MBA em Direção Estratégica e Pós-Graduação em Finanças Empresarias. Criador do Empoderamento Financeiro onde ensina Inteligência Financeira e Investimentos, é profissional da área financeira e há mais de 15 anos trabalha com planejamento financeiro na Mondelez Internacional. Na Update Consultoria, onde é sócio por mais de 5 anos, ajuda empreendedores e profissionais com treinamentos, investigação apreciativa, plano de negócios, plano financeiro, estratégia e finanças pessoais.

13 visualizações