top of page

Preferência Temporal nas Finanças Pessoais: O que é e como Impacta suas Decisões

A preferência temporal refere-se à forma como valorizamos o presente em relação ao nosso futuro. É um conceito econômico que explica a tendência das pessoas de valorizarem mais o consumo presente do que o futuro. Em outras palavras, o indivíduo prefere receber uma quantia de dinheiro hoje de forma imediata a receber uma quantia maior no futuro.

Basicamente, é uma questão sobre como equilibramos nossos desejos e necessidades atuais com os do futuro.

A preferência temporal tem um impacto significativo nas finanças pessoais, uma vez que influencia as decisões de consumo e especialmente a poupança das pessoas. Por exemplo, um indivíduo com alta preferência temporal pode ser mais propenso a gastar todo o dinheiro que recebe imediatamente, mesmo que isso signifique não ter mais nada no futuro. Já um indivíduo com baixa preferência temporal pode ser mais propenso a poupar todo o dinheiro que recebe, mesmo que isso signifique passar necessidades no presente.


A Experiência do Marshmallow

No final dos anos 1960, o psicólogo Walter Mischel, da Universidade de Stanford, conduziu uma série de experimentos que ficaram conhecidos como a experiência do Marshmallow. Nesses experimentos, crianças de 4 a 6 anos eram colocadas em uma sala sozinhas com um marshmallow. O pesquisador dizia às crianças que, se elas conseguissem esperar até que ele voltasse, após 15 minutos, elas poderiam comer o marshmallow e ganhariam outro.

Os resultados da experiência mostraram que as crianças que foram capazes de esperar até o retorno do pesquisador comeram mais marshmallows no total do que as crianças que não conseguiram esperar. Além disso, as crianças que esperaram mais tempo também tiveram mais sucesso na vida adulta, em termos acadêmicos, profissionais e pessoais.



Essa experiência sugere que a baixa preferência temporal, ou a capacidade de adiar a gratificação imediata em favor de uma recompensa maior no futuro, é uma habilidade importante que tem impacto significativo na vida das pessoas, especialmente na vida financeira.


Fatores que Influenciam a Preferência Temporal

A incerteza da vida e a inevitabilidade da morte têm um papel crucial na nossa preferência temporal. Afinal, o futuro é incerto, então tendemos a dar mais valor ao que temos agora, ao imediatismo.

A necessidade de consumo para a sobrevivência é outro ponto chave. Consumir no presente é essencial, pois sem ele, o futuro pode nem chegar. Em outras palavras, há sempre um "desconto" no futuro em comparação com o presente. E isso é uma verdade absoluta para todos os seres humanos, sem exceção.

Mas também existem outros fatores que determinam nossa preferência temporal que podemos citar, incluindo:

A idade: Os indivíduos mais jovens tendem a ter maior preferência temporal do que os indivíduos mais velhos. Isso ocorre porque os jovens estão mais dispostos a correr riscos e a experimentar coisas novas, acreditam que o futuro está muito longe e isso pode levar a um consumo maior no presente.

A renda: Os indivíduos com maior renda tendem a ter menor preferência temporal do que os indivíduos com menor renda. Isso ocorre porque os indivíduos com maior renda têm mais recursos para poupar e investir, o que lhes permite esperar mais para consumir.

O nível de educação: Os indivíduos com maior nível de educação tendem a ter menor preferência temporal do que os indivíduos com menor nível de educação. Isso ocorre porque os indivíduos com maior nível de educação estão mais conscientes das implicações de longo prazo de suas decisões financeiras.

O contexto cultural: A cultura também pode influenciar a preferência temporal. Em culturas que valorizam o presente, os indivíduos tendem a ter maior preferência temporal. Já em culturas que valorizam o futuro, os indivíduos tendem a ter menor preferência temporal.

Nível de QI: Estudos mostram que um QI mais alto está sim ligado a uma menor preferência temporal. Fonte: https://web.archive.org/web/20130329023611/http://www.yale.edu/scan/Shamosh_inpress_Intelligence.pdf


Como Gerenciar a Preferência Temporal?



A preferência temporal é um conceito importante que deve ser considerado ao se tomar decisões, especialmente as decisões financeiras. Afinal, se não for gerenciada adequadamente, uma grande preferência temporal pode literalmente arruinar a sua vida ou de outras pessoas em sentido financeiro, emocional, espiritual, saúde e etc. Mas também ficar muito orientado só para o futuro pode impedir que você aproveite os momentos presentes que tem e aprecie o que está disponível para você agora.

Mas existem algumas estratégias que podem ajudar a gerenciar melhor a nossa preferência temporal, como por exemplo:

Estabelecer metas financeiras: Ter metas financeiras claras pode ajudar a manter o foco no futuro e a evitar gastos excessivos no presente. Ter metas específicas e alcançáveis evitam distrações e gastos desnecessários.

Criar um orçamento: Um orçamento pode ajudar a acompanhar suas despesas e a garantir que você esteja poupando o suficiente para atingir suas metas. Planejar com o que irá gastar com antecedência pode ajudar a evitar decisões impulsivas.

Investir dinheiro: Investir seu dinheiro pode ajudá-lo a gerar renda passiva e a aumentar seu patrimônio, o que pode reduzir sua dependência do consumo presente.

Buscar apoio: Contar com a ajuda de outras pessoas pode ser importante para manter o foco, te ajudar a se manter na linha e te motivar a continuar em busca de seus objetivos financeiros.

Além disso, existem algumas estratégias que podem ajudar a diminuir a preferência temporal no curto prazo, como:

Evitar o consumo impulsivo: Quando você for comprar algo, pense bem se realmente precisa disso e se não pode esperar para comprá-lo mais tarde.

Estabelecer limites: Estabeleça limites para si mesmo sobre quanto você pode gastar em coisas como comida, entretenimento e compras.

Recompensas: Quando você atingir um objetivo financeiro, dê a si mesmo uma recompensa, como comprar algo que você deseja ou fazer algo que você gosta.


Conclusão

A preferência temporal é um conceito fundamental para a compreensão das finanças pessoais. Ao entender como ela funciona, você pode tomar melhores decisões financeiras, como poupar para o futuro, investir e evitar dívidas. Encontrar um equilíbrio entre desfrutar o presente e preparar-se para o futuro é o desafio central da gestão financeira pessoal. Buscar esse equilíbrio nos ajuda a fazer escolhas mais informadas e certeiras, levando a uma vida financeira mais saudável e plena tanto hoje quanto no futuro.

Claro, o comportamento de alta preferência temporal nem sempre é necessariamente negativo, mas entenda que, no longo prazo, seus objetivos de baixa preferência temporal são o que o manterá aproveitando a vida em todas as etapas da jornada.

 

Sobre o autor: Luiz é Administrador graduado pela UFPR, com MBA em Direção Estratégica e Pós-Graduação em Finanças Empresarias. É criador do Empoderamento Financeiro onde ensina Inteligência Financeira e Investimentos, e do Finanças para Empreendedores onde ajuda pequenos e médios empresários a fazer a gestão financeira dos seus negócios. É profissional da área financeira e há 20 anos trabalha com planejamento financeiro. Na Update Consultoria, ajuda empreendedores e profissionais com treinamentos, plano de negócios, planejamento financeiro, planejamento estratégico e finanças pessoais e investimentos.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page