Você Não Precisa Gerenciar o seu Negócio Sozinho

Muitos empreendedores amam o que fazem, são experts e especialistas no que vendem e entendem muito bem da parte operacional do seu #negócio.


Mas somente esses fatores não são suficientes para garantir a prosperidade de um empreendimento.



Independente do tamanho, seja uma grande empresa, seja uma empresa de uma pessoa só, muito mais precisa ser gerenciado, organizado e planejado. Por exemplo:


1) Preço: Precificar o #produto/#serviço de forma suficiente para a cobertura dos custos/despesas da operação e garantir uma margem aceitável;


2) #Lucratividade: Definir e gerenciar se o negócio está atingindo o lucro mínimo esperado/necessário;

3) Custos e Despesas: Identificar, medir, gerenciar e buscar constantemente oportunidades de redução;


4) Orçamento: Ter um planejamento financeiro/estratégico e definir metas de vendas, custos e despesas futuros;


5) Fluxo de Caixa: Controlar entrada/saída de dinheiro, prazos de pagamento e recebimento, e fazer a correta gestão do capital de giro;


6) Condições de Pagamento: Negociar SEMPRE para ter prazos de recebimento menores que prazos de pagamentos;


7) Ter controles financeiros separados! NUNCA misturar as contas da empresa com suas contas pessoais;


8) Estoque: Acompanhar e medir a movimentação, validade e perdas de estoque;


9) Mercado: Acompanhar os movimentos da concorrência e tendências;


10) Cliente: Atenção constante ao perfil, necessidades, disposição do cliente e se sua proposta de valor está sendo suficiente;


11) Investimentos: Planejar e investir em melhorias e expansão do negócio;

12) Análises Financeiras: colocar no papel e ver a viabilidade e o ROI de cada ação a ser tomada na empresa (contratações, aquisição de ativos, demissões, ações de MKT e etc).


13) E por aí vai...

Mas a boa notícia é que você não precisa e não deve fazer a gestão do seu negócio sozinho(a).



www.seumelhorresultado.com.br

0 visualização