8 Regras de Ouro para Empreendedores

Em se tratando de empreendedorismo, nunca há uma resposta simples que se aplique a todo mundo. Mas no geral, uma atitude disciplinada frente a essas oito regras que listamos abaixo, pode te tornar um empreendedor de sucesso.


Regra número 1. Ouça primeiro

É essencial o empreendedor ser um ouvidor compulsivo antes de pensar em atuar em um mercado específico, antes de vender qualquer coisa ou antes de determinar a proposta de valor do seu novo negócio.

Tome tempo para entender profundamente seu cliente e se certificar do que entendeu. Nunca assuma nada de forma rápida e sempre tenha a total compreensão das histórias e das necessidades que escuta. Pode ter absoluta certeza que esse tempo precioso de escutar as pessoas com o ouvido e com a razão vai impactar positivamente os resultados futuros do seu negócio, evitar desentendimentos e garantir o atingimento dos seus objetivos. Além disso, ser um ouvidor atento vai te manter no caminho da inovação! As empresas mais resilientes são aquelas que adotam a inovação como uma abordagem ampla para tudo o que fazem, especialmente quando se trata de escutar e levar a sério o feedback de seus clientes e tentar incorporá-lo em seus produtos e serviços.


Regra número 2. Faça as perguntas Certas

Perguntas são como blocos de construção. Um empreendedor que sabe fazer as perguntas corretas e que também se prepara antecipadamente para poder fazê-las, com certeza terá um bom entendimento em situações onde as coisas não parecem muito claras e difíceis. E essa atitude é fundamental independente do estágio do negócio. Fazer perguntas a colaboradores, parceiros, sócios e clientes, fazer sessões de brainstorming, questionar o estado atual das coisas... Tudo isso abre as portas para a ação e identificam soluções que antes não pareciam tão óbvias e, principalmente, torna as pessoas envolvidas mais engajadas e lhes dá um sentimento maior de importância.


Regra número 3. Crie um ambiente colaborativo

O trabalho de mão dupla, sem restrições, sem regras, sem medos e sem preconceitos, é a chave para criar um ambiente de colaboração. E um ambiente de colaboração é um ambiente criativo de soluções e inovações. Dessa forma, coisas como sessões de geração de ideias, sessões de perguntas e respostas, delegar responsabilidade, celebrar conquistas e sucesso, dividir aprendizados, instigar pensamentos fora da caixa e criar situaçõe fora da zona de conforto são extremamente necessários para criar e manter o espírito colaborativo.



Regra número 4. Seja transparente sobre o que você pode ou não pode fazer

Afinal, isso é honestidade com você, com seus clientes, com seus sócios. Nada funcionará se você não compartilhar abertamente suas limitações e preocupações. Se não conseguir fazer tudo o que deve ser feito, é importante providenciar soluções alternativas e ter uma discussão bastante interativa e franca sobre isso na hora da tomada de decisão. Ao identificar que necessita se aprofundar mais sobre um assunto, precisa aprimorar seus conhecimentos, ou até mesmo sentir a necessidade de ter uma nova habilidade, nunca deixe de investir em si mesmo! Leia sempre, faça cursos, aprenda com mentores ou especialistas ao seu redor. E, acima de tudo, afaste-se daquelas pessoas que acham que sabem de tudo. Regra número 5. Comunique, comunique, comunique

É crucial uma comunicação efetiva, de forma regular com seu time e com todos os envolvidos no seu negócio. Comunique o andamento, o que foi feito, os próximos passos, o que foi realizado, os riscos e os pontos de oportunidade. Boas notícias, próximos desafios, impactos, opções, resultados financeiros, andamento de projetos, tudo deve ser compartilhado de forma aberta e transparente. Atrasos de comunicação ou comunicações pouco efetivas, com certeza criarão muitos problemas.



Regra número 6. Seja proativo

Ficar só apagando fogueira dos problemas que aparecem nunca será o suficiente para ter sucesso no seu empreendimento. Para empreender vá além, busque ideias, antecipe os problemas, siga tendências externas, veja o que fazem seus parceiros e competidores, compartilhe com os membros do seu projeto pessoal boas práticas e casos de sucesso, tome a liderança das situações.

Também seja o primeiro a promover a si mesmo e seu negócio. Os empreendedores nunca perdem uma oportunidade de promover a si mesmos, sua visão ou seu empreendimento, independentemente de isso ser feito por meio de suas interações comerciais ou em ocasiões sociais. Não precisa ser cansativo ou falso e se for feito com sinceridade e respeito, pode ser envolvente e inspirador, e pode conquistar não apenas clientes, mas também potenciais investidores, funcionários, parceiros e fornecedores.



Regra número 7. Sempre mantenha tudo funcionando

Você não precisa fazer tudo, mas precisa saber de tudo o que acontece a sua volta. Precisa entender todas as funções, quem serão as pessoas e os parceiros suporte, e o que cada um agrega de valor. Importante tambem ter os seus KPIs mensais, para ver se tudo está dentro do esperado e assim conseguir identificar com antecedência algumas tendências de desvio do plano. Faça reuniões curtas e internas, participe, esteja presente, mantenha tudo pulsando.

E nunca se esqueça de se cercar das pessoas certas! Embora o empreendedorismo seja um projeto do tipo "faça você mesmo" em certo sentido, é simplesmente muito difícil fazer sozinho. Uma das regras mais importantes do empreendedorismo é encontrar as pessoas certas, convencê-las a ingressar na empresa e depois formar uma equipe com a qual o trabalho possa ser compartilhado. Os funcionários devem ser escolhidos por habilidades e valores que complementam o próprio conjunto de habilidades que você, proprietário, possui.



Regra número 8. Aprenda a lidar e aprender com as frustações

Não importa o quão perfeito tudo possa parecer, uma coisa é certa: uma hora ou outra a frustação vai aparecerer pelos mais infinitos motivos. Quando ela dar as caras, não fique na defensiva, ou procurando culpados, fazendo acusações e transferindo a culpa. Antes, aprenda com o ocorrido e pense para frente. Pare de ficar perguntando "Quem foi o culpado?" e comece a perguntar : "Como podemos fazer melhor? Por mais dificil que o caminho pareça ser, acredite em si mesmo! Os empreendedores são focados e tendem a manter uma forte crença em sua capacidade de atingir seus objetivos. Eles saem da cama de manhã acreditando que têm algo significativo a alcançar e um legado a deixar para trás. Ambos são drivers poderosos que ajudam a mantê-los funcionando mesmo nos tempos mais difíceis.

E que a força empreendedora esteja com você! #updateyourbusiness

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo